Páginas

domingo, 30 de dezembro de 2012

Diário da Faxineira #18: Capítulo 18 - Receita básica pra ser feliz da Josicleide

Depois do calorão do Natal, nem acredito que hoje tem até um ventinho, que maravilha! Mas deixa eu te contá, que eu tô é tri faceira com meus presentes de Natal, tu nem imagina, não teve patrão pra esquecer de mim neste natal! Todos lembraram!

A Drª em Letras me deu três vezes o valor da faxina e ainda mais um kit com sabonete, xampu, condicionador, hidratante tudo das marca boa dela (que eu bem que dou uma roubadinha quando faço a limpeza na casa dela, não sei se ela deu uma indireta, mas vou continuar usando igual).

O bonitão do porcelanato me deu um chocotone (eu sempre faço um lanchinho com chocolate na casa dele, he,he,he!!!), o bancário fruta me deu umas bolachinha amanteigada daquelas chique numa caixa daquelas bem linda, vou até aproveitar para guarda minhas biju dentro.

Mas o presente de patrão mais bonito de todos foi a cesta do casal de velhinhos, os tios-avós do bonitão do porcelanato, lembra os que economizam nos produto de limpeza? Até tô me acostumando com limpeza com produto marca diabo, o casal é tão querido comigo que eu nunca mais vou reclamar de marca nenhuma. A cesta tinha tudo do bom e do melhor: peru, compota de figo, pêssego e abacaxi, creme de leite, palmito, pepino, azeitona, caixa de bombom. Tinha até sidra, ai eu vi que escreve com s e não com c, mas é que pra mim bebida boa é com c: cerveja, caipirinha, champanhe. Então pra mim vai continuar sendo cidra, tá? A cesta é uma beleza, toda enfeitada! Eu fiquei até sem graça, nem sabia como agradecer. Mas me decidi na hora: vou é tratar de fazer a faxina bem boa na casa deles sempre, porque gente boa merece casa bem limpa!

E o presente do Cleminho? Uma blusa do Inter daquelas bem coladinha e shortinho jeans branco pra usar junto. Amei! E o amigo secreto da turma do pagode tava bem bacana também, não faltou ninguém: Clarineusa, Dyonath Uóxinton, Jucilaine, Lucimara, Richardison, Wanessa Ketelyn, Dieniffer Estefany, Ueslei Antonio, Cleminson e eu. Dei a maior sorte, a Clarineusa me tirou e meu deu um monte de maquiagem e mais um perfume, tudo da Jequiti, que pra ela o preço é de custo, então me dei bem desta vez feito naquela propaganda o amigo da ricaça, como é mesmo o nome dela? Isto: Narcisa: Ai, que loucura!!!!

O problema foi a crise de ciúme do Cleminho porque não gostou que eu dancei muito com o Richardison. Bobajada, né? Tu sabe que eu conheço o Richardison desde guri? È meu amigo desde pequeno e a Lucimara nem dá bola, mulher é diferente. Que mania feia que homem tem de botá malícia em tudo! Mas depois passou a palhaçada, porque em casa eu resolvi tudo, tudinho, daquele jeito que mulher tem de resolver as coisa, tu bem sabe qual é: na cruzada de perna!

Um bom ano pra ti. E vê se segue a minha receita básica pra ser feliz: saúde pra trabalhar bastante, família, amigo, pagode e amor. Não inventa frescura na vida, que pra ser feliz já chega com isto! Bom brinde com cidra ou freichené, porque importa mais a alegria e a companhia do que a bebida que tá na taça! E tomara que o Inter em 2013 traga muita vitória ao povo colorado!

Queridos amigos: tim-tim pra todos vocês!
Web Analytics