Páginas

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Paralimpíadas de Londres: natação brasileira tem dia brilhante

Mais do que quebrar um recorde mundial nos 50m livre S5 e faturar a medalha de ouro com tempo de 34s99, o oitavo dia de competições dos Jogos Paralímpicos marcou a vida de Daniel Dias. O nadador é agora o brasileiro paralímpico mais vitorioso da história; se junta a Clodoaldo Silva e Ádria Santos, que subiram ao pódio 13 vezes cada.

Daniel dominou toda a prova. Seu quarto ouro em Londres veio sem dar chance para seu principal adversário, o chinês Junquan He, dono da medalha de prata (36s41). O húngaro Zsolt Vereczkei ficou com o bronze (38s92).

Daniel Dias 50m costas paralimpíadas (Foto: Getty Images)
Brasileiro exibe mais um ouro conquistado. Foto: Getty Images

Confira o desempenho de Daniel:

Pequim 2008:

Ouro - 200m medley SM5
Ouro - 50m costas S5
Ouro - 100m livre S5
Ouro - 200m livre S5
Prata - 50m borboleta S5
Prata - 100m peito SB5
Prata - 50m livre S5
Prata - 4x50m medley 20 pts
Bronze - 4x50m livre 20 pts

Londres 2012:

Ouro - 100m peito SB4
Ouro - 50m livre S5
Ouro - 50m costas S5
Ouro - 200m livre

Entre as Paralimpíadas de Sidney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008 o nadador Clodoaldo Silva faturou 13 medalhas sendo 6 ouros, 5 pratas e 2 bronzes.

Já Ádria Santos, do atletismo, entre as Paralimpíadas de Seoul 1988, Barcelona 1992, Atlanta 1996, Sidney, Atenas e Pequim faturou entre 13 subidas ao pódio: 4 ouros, 8 pratas e 1 bronze.

Dobradinha brasileira nos 100m S10; sai primeira medalha do Brasil na natação feminina

Depois da decepção nos 400m, André Brasil se recuperou e voltou ao topo do pódio pela terceira vez em Londres. O brasileiro fez tempo de 51s07 - novo recorde paralímpico - e faturou a medalha de ouro nos 100m livre S10. De quebra, puxou uma dobradinha com Phelipe Rodrigues, que fez tempo de 52s42 e ficou com a prata. O australiano Andrew Pasterfield (52s77) completou o pódio.

Já Edênia Garcia, tricampeã mundial e dona de uma prata e um bronze em Atenas e Pequim, conquistou a primeira medalha da natação feminina do Brasil em Londres.

Fazendo jus ao apelido de Fênix, a potiguar reagiu e mostrou força na reta final dos 50m costas S4. Edênia fez tempo de 53s85 e ficou com a prata. O ouro por sua vez, ficou com a holandesa Lisette Teunissen (51s51) e o bronze com a chinesa Juan Bai.

Edenia Garcia natação paralimpíadas 50m costas (Foto: Getty Images)
Nadadora festeja medalha de prata. Foto: Getty Images

NOTÍCIAS RÁPIDAS

Atletismo: Esperança de medalhas, Yohansson Nascimento se lesionou e terminou no último lugar da final dos 100m T46, com tempo de 1min30s79.

Alan Fonteles também decepcionou e fez apenas o 7° melhor tempo na final dos 100m T44: 11s33. 

Na final dos 100m T13, Viviane Soares terminou no 6° lugar: 13s02.

Daniel Silva e Lucas Prado lideraram suas baterias e avançaram para a final dos 400m.

Bocha: Dirceu Pinto e Eliseu dos Santos, bicampeões paralímpicos nas duplas mistas, avançaram para  semi do torneio individual e se enfrentam amanhã. Apenas um deles continuará na briga pelo ouro.

Maciel Sousa Santos e José Carlos Chagas avançaram para as semifinais das classes BC2 e BC1 respectivamente.

A única eliminada foi Danielle Martins na disputa individual mista.

Ciclismo: João Alberto Schwindt e Soelito Gohr chegaram a liderar na categoria C4-5 da estrada individual, mas terminaram em 4° e 5° lugar respectivamente.

Futebol de 5: Brasil 0 (1) x 0 (0) Argentina - seleção vai enfrentar a França na disputa pelo ouro.

Goalboll: Brasil 2 x 1 Lituânia. A seleção masculina vai enfrentar a Finlândia na final do torneio.

Tênis de mesa: Bruna Alexandre e Jane Rodrigues foram eliminadas nas quartas de final.

Vela: as regatas foram canceladas por falta de vento. Dupla brasileira formada por Bruno Landgraf e Elaine Cunha terminou em 11° lugar na classe Skud18.

Quadro de medalhas

1. China - 70 ouros, 60 pratas e 53 bronzes - total de 183
2. Grã-Bretanha - 31, 39 e 38 - 108
3. Rússia - 31, 31 e 23 - 85
7. Brasil - 14, 10 e 5 - 29
Web Analytics