Páginas

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Diário da Faxineira #7: Capítulo 7 - Josicleide colorada sortuda!

Que sexta mais linda esta! Tô pra lá de feliz, hoje tenho um encontro! Tenho um monte de coisa pra contar: fiz a viagem de compra pro Paraguai, foi sucesso, tá vendendo tri bem a minha mercadoria! Tirei do dinheiro da lista da viagem um dinheiro pra ir no jogo do meu time do coração, que é vermelho feito coração, né? Cinquenta reais bem gastos porque: meu time ganhou (é eu sou sortuda sempre que vou no estádio o colorado ganha), vi o Fernandão e ainda me ajeitei pra hoje de noite! Pois é, foi caro, mas eu não podia perder a estréia do Fernandão como técnico, afinal eu, como toda boa colorada: AMO O FERNANDÂO!!!!! Como diz minha amiga Lucimara, que sabe bem das coisas, o Fernandão não é um pedaço de homem, é homem completo! Pedaço é o que a gente arruma por aí, e fazer o quê, tem que se contentar ainda quando encontra um pedaço de homem e não esquece de agradecer pro Santo Antonio, porque tá brabo o mercado!

Fui no jogo, pulei, berrei, cantei, me arrepiei com o Fernandão e ainda puxei assunto com o moço do meu lado, que me deu corda, viu? Hoje passa lá em casa pra gente sair, ainda não sei bem pra onde. Mas prometi pra mim mesma e pra minha mãe que não vou dar na primeira saída. O pior é que eu sempre prometo, mas não consigo cumprir! Minha mãe reza também pro Santo Antonio e tem lá mais amizade com o santo que eu, porque tá sempre na igreja. Meu pai já perdeu a esperança, disse que meu destino é ficar pra titia, mas fala pra me sacanear, no fundo acho que ele também deve de rezar pro Santo Antonio. Sabe, até é bem boa vida de titia, mas eu quero um companheiro pra vida, pra dividi o dia, dormi agarradinho, não é só pra aquilo, não! Pra aquilo também, e muito, que tu sabe que tô no atraso faz tempo, que tô só no brinquedinho com controle remoto, que pago parcelado todo o mês, certinho, no cartão da Clarineusa. Vida difícil!

O tal moço não é negão, até é bem branquinho, meio gordinho. Mas eu também já não sirvo pra magra faz tempo, tô tipo pizza boa de bacon com borda de catupriry, tipo gostosa com gordurinha! Como homem gosta, porque homem não gosta de osso, isto é coisa pra manequim e modelo, não pra vida real! Homem gosta de mulher que tem onde pegar.

Bom, mas falando mais do moço, ele é alto, bem alto e eu gosto da altura! Tem um riso bonito, fala muito e rápido, às vezes até meio que atropela as palavras e eu faço que entendo, porque acho que fica chato dizer que eu não entendi. Parece ter pressa na vida, eu gostei do jeito dele. .Não sei aonde a gente vai, tomara que seja lugar bom! Minha mãe me deu um vestido bonito de presente, disse pra eu usar que vai dar sorte de noite. Não é lá muito curto, é até que bem decente, coisa de mãe, mas deve de dar sorte porque presente de mãe sempre dá! E se eu der, minto pra mãe que não dei, que é pra ela não ficar chateada comigo. Porque ela acha que hoje a mulher tá muito fácil e é isto que assusta o homem.

Então tá, vou ficando por aqui, esfregando o chão da cozinha, cantando um pagode, só na espera de que chegue logo a noite.

Boa sexta pra ti também!


---
Este é um post especial do TCHÊcnologia publicado toda quarta-feira, às 22h, na seção Diário da Faxineira, editada por Joselma Noal.
Web Analytics