Páginas

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Jô por Acaso #20: Amnésia estacional

Nunca gostei do inverno! Na infância recordo os múltiplos blusões, os grossos pijamas, os inúmeros cobertores e a minha raiva de sair da cama. Pois é, nem tudo é tão detestável no frio, dormir é bom pra caramba!

E já que chega hoje o inverno, vou dar uma de Pollyana (aquela personagem que em tudo via algo de bom) e vou tentar enumerar coisas agradáveis desta estação: dormir com um bom cobertor ou edredom, melhor ainda se acompanhado e de conchinha; fazer tricô, assistir filme próximo à lareira, beber vinho tinto, café, chá, chocolate quente; comer fondue e massas em suas diferentes acepções: lasanha, tortéi, ravióli, rondéli, espaguete, fettuccine, pizza, etc. com molhos de tb variadas espécies: quatro queijos, ao sugo, a carbonara, ao pesto, alho e óleo, etc.; calçar chinelos fofinhos e meias de lã, abusar das botas de cano alto ou curto; mudar de figurino todo dia com mantas e cachecóis coloridos.

Com a lista feita, penso nas minhas mudanças de residência e de que, cada vez mais me aproximo do frio:

Porto Alegre, minha cidade natal, é fria; em Erechim vivi sete anos e o frio por lá só aumentou, no Rio Grande morando faz dois anos, lhes garanto que, por estas bandas, apesar das temperaturas mais altas que Erechim, a sensação térmica é sempre muito mais baixa, e o frio por aqui é assustador! Quando me advertiram que aqui o frio seria maior que Erechim, juro que não acreditei, isto até conhecer o vento cortante do Cassino...

Como acredito que tudo na vida tenha uma explicação, imagino que o frio exista para a gente ficar sonhando com a primavera e louvá-la em sua chegada. E a primavera e o verão são tão maravilhosos no Cassino que me fazem esquecer do inverno. Sofro de amnésia estacional! E, por isto, já fico por aqui, contando os dias para a próxima estação, o fim do inverno e a chegada da abençoada primavera.

Feliz inverno a todos! Boa comilança e bons sonos. Na primavera e no verão a gente perde a barriga, caminhando e correndo nas avenidas e ruas floridas.
Web Analytics