Páginas

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Panorama #7: Colecionando

Hábito de colecionar vence barreiras do tempo e da indisponibilidade e continua atraindo adeptos 


Roberto Biluczyk 


Coleções existem desde sempre. Desde veículos automotores a selos, passando por joias e canetas. Porém o auge do envio de cartas e cartões de Natal e aniversário, o uso de cartões telefônicos em orelhões e a inconstância monetária no Brasil contribuíram para um aparecimento maior de colecionadores.

Desse modo, eles conseguiram montar um acervo invejável de objetos. É o caso de estudante Felipe Barros, que possui cerca de duzentos cartões telefônicos, alguns datados do tempo da antiga Telebrás. "Comecei a colecionar por influência do meu primo e hoje tenho mais cartões que ele", orgulha-se Felipe. Hoje, a coleção de Felipe anda um tanto parada, devido a pouca variedade de desenhos e ao desuso dos telefones públicos. "Embora os cartões ganhem mais valor, esses são certamente fatores que prejudicam de alguma forma o telecartofilista", acredita o colecionador.

Quanto à antiguidade de algumas coleções, Felipe recorda: “Meu avô possuía grande quantidade de moedas antigas, um verdadeiro documento histórico. Isso mostra que o hábito de colecionar pode ser muito importante, além de ser uma prática bem antiga”, conclui. 

Embora as coleções satisfaçam a alguns, a outros não despertam o mesmo interesse. O universitário Publius Santos colecionou por muitos anos latas de refrigerante. "Eu tinha em casa uma grande variedade de latas, cerca de cem. Porém devido ao espaço que ocupavam e à dificuldade de manutenção, optamos minha família e eu por desfazer a coleção", relata. Publius, que além de latas, colecionou cédulas antigas, acredita que sustentar uma coleção como que manteve no passado hoje seria inviável. "Creio que não teria paciência e nem dinheiro para mergulhar em um novo passatempo", salienta.

Na forma de hobby, os adeptos da prática se divertem guardando o que para alguns pode ser inútil, mas para outros tem grande valor. Já quem deixou seu passatempo no passado, guarda boas recordações de itens que fizeram a alegria antigamente.

Conheça alguns tipos de coleção: 


Filatelia - selos postais (foto ao lado)

Numismática - moedas e medalhas

Notafilia - cédulas

Cartofilia - cartões postais

Tabacofilia - carteiras de cigarros

Telecartofilia - cartões de telefone

Die-Cast - modelos em miniatura

(Fonte: Mural do colecionador)


--

Na próxima edição: Chaves, o fenômeno da televisão.

--
Este texto é parte de um projeto especial de 8 edições dentro do TCHÊcnologia produzido por Roberto Biluczyk (@RobertoBil), estudante de Comunicação Social (Hab. em Jornalismo) pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Confira outros textos da coluna Panorama quinzenalmente às quintas-feiras.
Web Analytics