Páginas

quarta-feira, 7 de março de 2012

Jô por Acaso #10: Mulheres incompreendidas

No Dia Internacional da Mulher quero parabenizar as meninas e consolar os meninos e dizer-lhes que nem se preocupem em nos entender, gastem o seu precioso tempo em nos amar. Na verdade, garotos, as mulheres são incompreensíveis mesmo, portanto se esforcem em nos amar. E para nós: assim fica ótimo!

As mulheres mudaram muito e com estas transformações o sexo masculino também se obrigou a sofrer algumas mudanças. Cumpriram bem o seu papel, mas ainda devem melhorar um pouquinho… Nós, meninas, andamos obcecadas com palavras que demoraram um pouco a compor o nosso vocabulário: independência, ascensão e carreira profissional. Porém sem esquecer vocábulos do mundo feminino que nos acompanham de outras gerações: casa, marido e filhos. Acumulamos tarefas, quase enlouquecemos, mas superamos porque somos donas de uma força gigantesca, carregamos o mundo e nem sabemos muito bem como.

E no que devem melhorar os meninos mesmo? O negócio é o seguinte: esta mulherada que hoje faz mil coisas - às vezes cansa, tem enxaqueca (de verdade!), sofre com TPM, tem uma chefia que lhe faz mil cobranças e os filhos que lhe exigem atenção - quer tão somente carinho. E você, companheiro desta mulher, o que faz? A quer sempre bela e sorridente. Nem sempre é possível! A gente se esforça… Então, vocês do sexo masculino, devem saber o momento em que precisamos de colo, devem perceber sozinhos porque a gente não vai falar, não vai mesmo! Fiquem mais espertinhos para perceber nossa carência, nosso dia de querer cafuné; e aprendam a nos carregar no colo até a nossa cama e tenho certeza: não irão arrepender-se da noite por vir…

As mulheres sejam elas: empresárias, donas-de-casa, professoras, dentistas, secretárias, faxineiras, todas, independente de sua atuação profissional querem mesmo é isto: carinho de seus companheiros (compreensão não precisa!). Aproveitem a data para felicitar aquela com quem compartilham seus momentos. Ser mulher não é fácil não! Temos nossas loucuras e também nossas maravilhas. Querem um prodígio maior do que gerar? Carregar um filho na barriga é fantástico. Assumir filhos que não saíram de nossa barriga também! A mulher é uma plenitude de amor, basta saber lidar com este ser tão precioso… Como já disse no início do texto, repito aos garotos (aliás, as mulheres adoram repetir!): não tentem entender as mulheres, basta amá-las! E para as meninas: um carinhoso parabéns pelo nosso dia, afinal a gente merece!

---
Este é um post especial do TCHÊcnologia publicado toda quarta-feira, às 22h, na seção Jô por Acaso, editada por Joselma Noal.
Web Analytics