Páginas

terça-feira, 27 de março de 2012

Iconoscópio #16 – Avenida Brasil empolga; quatro vilãs loiras de João Emanuel e a opinião dos tweeteiros

por Leonardo Portella (@leooportella)

Para rever outras edições da Iconoscópio? clique aqui!

João Emanuel Carneiro está de volta ao horário nobre da Globo com Avenida Brasil, e com ele, vem também as características empregadas de A Favorita. É impossível não comparar as duas novelas, em vista que novamente um trabalho de João Emanuel ganha uma vilã loira. Percebido pelo tweet do Junior Lucena, que faz parte da cobertura da Iconoscópio sobre a novela com a ferramenta Storify, das quatro novelas do autor na Globo, todas tiveram vilãs loiras: Bárbara (Giovanna Antonelli, em Da Cor do Pecado), Leona (Carolina Dieckmann, em Cobras & Lagartos) e a inesquecível Flora (Patrícia Pillar, em A Favorita).

Adriana Esteves roubou a cena nesse primeiro capítulo. Assim como a personagem Rita, interpretada pela atriz Mel Maia. Todo o enredo de vingança já começou a ser desenhado desde o começo. Assim como na edição passada da coluna, já haviamos alertado: o padrão global é partir para a classe C. O futebol com o Divino Futebol Clube, e o salão de beleza em um subúrbio carioca tem tudo para serem os grandes imãs do público alvo.

A parte sem noção fica por conta do personagem de Alexandre Borges. Empresário, rico e com duas mulheres, o núcleo é o mesmo que já se viu em novelas passadas, como o bígamo Berillo (Bruno Gagliasso), em Passione.

Ao que se viu, promete ser uma grande novela. Vai depender das reviravoltas da trama, e como serão dadas as continuidades aos demais núcleos. No quesito audiência, Avenida Brasil estreou abaixo de Fina Estampa. Marcou 38 pontos, contra 42 da antecessora.

Web Analytics