Páginas

terça-feira, 27 de março de 2012

Como os gatos sobrevivem a grandes quedas?

Todos sabem que os gatos conseguem, de algum jeito, sobreviver à queda de uma árvore, mas semana passada um gato sobreviveu a uma queda do 19º andar de um prédio em Boston. Como, como diabos ele conseguiu?



A ciência, como sempre, nos ajuda a entender: é uma questão de anatomia. Infelizmente, não há muita evidência empírica — os cientistas parecem relutantes em jogar gatos de janelas para ajudar em seus estudos —, mas tem havido muita pesquisa na forma como eles caem.

Em comparação à maioria dos mamíferos, eles têm uma vasta área para seu peso, o que significa que a velocidade terminal é baixa. Na realidade, de acordo com um estudo de 1987 dos veterinários Wayne Whitney and Cheryl Mehlhaff, um gato de tamanho médio com seus membros estendidos alcança uma velocidade terminal de 96,5 km/h, enquanto um homem médio chega a 193,1 km/h. O resultado? Quanto o fato toca o chão, ele fica sujeito a forças menores e sofre menos danos.

Mas tem mais. Os gatos também evoluíram um senso afiado para saber que lado é para cima. Estranhamente, dada uma queda grande o bastante, isso quer dizer que eles são capazes de se endireitarem em pleno ar girando seus rabos para terem certeza de baterem no chão com as patas primeiro. “Tudo que vive em árvores tem o que chamamos de reflexo de endireitamento aéreo”, explica Robert Dudley, um biólogo do laboratório de animais voadores da Universidade da California, Berkely, à BBC.

Finalmente, quando eles atingem o chão, eles têm pernas desenhadas para absorver o impacto. “Gatos têm pernas longas e complacente”, explica Jim Usherwood, do laboratório de estrutura e movimento do Royal Veterinary College, novamente à BBC. “Eles têm músculos aceitáveis. Neles eles são capazes de pular muito bem, e os mesmos músculos desviam energia para desacelerar em vez de quebrar ossos.” E por esticarem a duração do impacto, a força transmitida através dos seus corpos é novamente bastante reduzida.

Infelizmente, nem todos os gatos domésticos podem sobreviver a uma grande queda, e por um motivo: eles geralmente são gordos por comerem ração o dia todo. Mas se o seu gato for magrinho e ágil, ele deve sobreviver alegremente a uma queda modesta. [BBC]

Fonte: Gizmodo
Web Analytics