Páginas

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Venda de PCs registra queda mundial

As vendas mundiais de computadores caíram 1,4% no último trimestre de 2011, somando 92,2 milhões de unidades no quarto trimestre de 2011. Segundo a Gartner, a razão para essa queda após dois trimestres de crescimento positivo é a baixa demanda pelo produto em países europeus e nos Estados Unidos.



Mikako Kitagawa, analista principal do Gartner, diz que o quadro foi resultado das fracas vendas de computadores durante o período de férias. Além disso, o uso cada vez mais intenso de tablets e smartphones colabora para essa queda.

As inundações na Tailândia também tiveram impacto nos preços e nas vendas de computadores no quatro trimestre. Analistas do Gartner acreditam que um impacto ainda será sentido no primeiro semestre de 2012, e que ele continuará ao longo do ano, o que afetará a comercialização de PCs nos próximos meses.

O mercado de PCs na América Latina chegou a crescer 11,2% e as vendas atingiram 9,3 milhões de unidades durante o período em análise. De acordo com o Gartner, a HP manteve a liderança do setor em todo o mundo durante o quarto trimestre de 2011, apesar de um declínio de 16,2% ao ano na entrega de computadores. Esse resultado se deve a confusão em torno do negócio de PCs que a empresa tentava esclarecer enquanto começa a ser conduzida por Meg Whitman. A HP também teve que lutar contra os concorrentes e os preços agressivos de competidores.

A Lenovo foi a empresa com maior crescimento entre os cinco principais fornecedores, com 23% no quarto trimestre de 2011, e consolidou-se na segunda posição. O crescimento da empresa foi atribuído aos preços em conta tanto para o consumidor final quanto para o usuário profissional.

Fonte: Info
Web Analytics