Páginas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Câmera incrível captura um trilhão de quadros por segundo

A câmera Phantom de alta velocidade cria vídeos impressionantes, mas é brinquedo de criança se comparada ao novo hardware do MIT, que pode gravar a 1.000.000.000.000 quadros por segundo. Isto é rápido o bastante para capturar imagem em slow motion de ondas de luz. Desenvolvida pelo grupo Camera Culture do MIT Media Lab com químicos do Bawendi Lab, a câmera de alta velocidade usa como flash as vibrações de um laser, que duram menos de um trilionésimo de segundo. E como você deve ter adivinhado, a câmera é mais complicada que uma SLR da Canon ou Nikon:




A nova técnica, que chamamos de femto-fotografia, consiste em iluminação laser de um femtossegundo [um trilionésimo de segundo], detectores com precisão de picossegundos [um bilionésimo de segundo] e técnicas de reconstrução matemática. Nossa fonte de luz é um laser Titanium Sapphire que emite pulsações em intervalos regulares a cada ~13 nanossegundos. Estas pulsações iluminam a cena, e também ativam nosso tubo com precisão de picossegundos, que captura a luz devolvida pela cena. A câmera tem um campo de visão razoável na horizontal, mas bem limitado na dimensão vertical (equivalente a uma linha de varredura).

O vídeo acima contém 480 quadros, cada um com um tempo de exposição efetivo de apenas 1,71 picossegundo – eles têm mais vídeos aqui. Mas como a luz se move bem rápido, isso é mais do que o bastante para capturá-la em movimento. Além de fornecer uma nova ferramenta para estudar o comportamento da luz, o que ainda é um mistério para nós, eu tenho certeza de que os pesquisadores esperam vender a câmera para o Michael Bay usar no próximo filme dos Transformers.

Fonte: Gizmodo
Web Analytics