Páginas

sábado, 15 de outubro de 2011

Apple quase “quebrou a internet no Reino Unido” com aumento súbito no tráfego de dados após o lançamento do iOS 5

Boa parte dos problemas relatados por usuários desde ontem [1, 2] tem a ver com a sobrecarga excessiva nos servidores da Apple, o que obviamente fez muitos se questionarem “Como?” ou “Por que?”, diante do gigantesco novo data center dela que entrou em operação há alguns meses.

Pra começo de história, não dá para se dimensionar uma infraestrutura com base em picos momentâneos — foi o caso desse lançamento da Apple, é o nosso próprio caso em dias de keynotes dela. Ainda assim, parece que a coisa por lá bombou mais do que esperavam.

De acordo com dados obtidos pelo TNW, só o tráfego no LONAP (London Neutral Internet Exchange Point, uma central da internet em Londres destinada à troca de conteúdos entre provedores de conteúdo) teve o seu pico normal disparado de 18Gb/s para cerca de 28Gb/s, um aumento de mais de 50%.

O nível de tráfego de dados nas redes de banda larga no Reino Unido foi tão grande que ameaçou “quebrar a internet”, algo muito superior ao que se vê inclusive durante Copas do Mundo. Eis o que disse Andy Davidson, diretor do LONAP:

O tráfego de ontem à noite foi o dobro do que vemos numa noite típica de quarta-feira. Houve tanto tráfego quanto veríamos durante um grande evento esportivo […]. Tais volumes nunca foram antes vistos para um upgrade de software.

Evidentemente o iOS 5 foi o ponto central de tudo e o que era mais aguardado, mas num só dia tivemos, além dele, o OS X Lion 10.7.2 e updates relacionados, uma também grande atualização para Apple TVs, além de novas versões de praticamente *todos* os softwares desenvolvidos pela Apple. E tudo isso realmente teve que ser liberado junto, devido a um fator central de união: o iCloud.

Dá até pra dar um descontinho pra Apple… ;-)

Fonte: MacMagazine
Web Analytics